2ª Matéria para CifraClub/Facebook

■ ESTUDANDO VIOLÃO E GUITARRA ■ Theo Machado
“Estudar” é bem diferente de “Praticar” musicalmente falando. Acredito que estudar está mais
relacionado em focar dificuldades e como elas podem ser contornadas, do que praticar, que
está mais relacionado a executar muitas vezes sem se preocupar se o que escuta, está bom ou
pode ser melhorado. Estudar está também relacionado a outros detalhes como, paciência e
organização.

Ouvir em detalhes se está tocando bem e à vontade, não é muito fácil e muito menos comum.
Por isso a paciência é fundamental nesse assunto.

Toque o que estiver estudando por partes e escute com atenção, se o que está tocando está
soando bem. Se mantiver a tranquilidade, e repetir de 5 a 10 vezes cada parte de uma música,
com certeza, isso fará melhorar ou ainda alcançar o que deseja sonoramente falando.

Organização também influencia muito para estudantes de guitarra. Quem já não pensou no
trabalho que teria em ligar o amplificador na tomada, pegar o cabo, tirar a guitarra da bag, e
acabou não tocando? Isso já deve ter acontecido com todos os estudantes!

Por isso, sugiro que no seu quarto ou casa, monte um “cantinho” para seu instrumento e
equipamento. Se ele tiver sempre plugado e pronto para ligar e permitir que toque, livrará
você de não ter o hábito de tocar; junto com a paciência necessária, permitirá melhorar e
alcançar a execução musical que deseja.

■ SOBRE O VIOLÃO

Para quem não tem violão, é muito importante adquirir um que tenha as características
necessárias para ajudar o estudante a produzir bons sons nas músicas que gosta.

Não conheço ao certo o porquê, mas os violões com cordas de nylon são muito mais comuns,
do que violões com cordas de aço no Brasil, mesmo sendo o tipo de encordoamento mais
usado nas músicas do gênero musical pop. A maior parte dos alunos que tive e tenho, gostam
mais de músicas que, no arranjo original, usa violões com cordas de aço, porém a maioria
desses alunos têm violões com cordas de nylon.

Acredito ser pelo motivo de violões com corda de nylon ter um valor de aquisição menor
do que os considerados populares com corda de aço, além do conforto que cordas de nylon
trazem para estudantes iniciantes se comparado com a tensão das cordas de aço.

O que na verdade é importante usar como referência na aquisição de um violão é o gosto
musical do estudante.

Caso goste mais de artistas e músicas que usam violões com cordas de aço, seria mais
adequado adquirir um que use esse tipo de encordoamento. Já os que gostam mais dos
gêneros da música popular brasileira como samba, bossa nova e afins, é muito mais indicado
que adquira um violão com cordas de nylon, o tipo mais vendido em nosso país. Antes de
adquirir o seu, teste e veja qual deles é mais confortável para você.

■ COMO ESTUDAR

Para tocar violão temos algumas opções quando falamos da utilização da mão direita,
responsável por produzir os sons dos acordes e melodias que podemos executar no
instrumento.

Inicialmente, podemos utilizar só o polegar para produzir o som, porém, ao longo de nossos
estudos e dependendo do tipo de músicas que gosta, o aluno pode e deve, começar a usar a
palheta para estudar formas de levadas dentro do repertório escolhido.

Atualmente, é muito fácil ver e ouvir como tocar diversas músicas, sendo que na maior parte
das vezes o violão utilizado tem cordas de aço. Por isso, além de estudar dedilhados, o uso da
palheta é fundamental, para aprendermos a tocar boas levadas.

■ SOBRE A GUITARRA

Para quem não tem a guitarra, é necessário a aquisição do instrumento e dos acessórios para
iniciar seus estudos.

No caso desse instrumento, é requisito um cabo e um amplificador para desenvolver sua
forma de tocar.

Para escolher a guitarra, sugiro sempre que escolha o modelo que mais gosta, pois é
importante gostar do instrumento adquirido para aproximá-lo ainda mais de seus estudos. Os
modelos mais conhecidos são: Stratocaster, Telecaster e Les Paul.

Procure na internet fotos com esses nomes caso não os conheça. Isso vai ajudar a escolher.

Apesar do gosto ser importante, o modelo “Strato” é o mais adequado para iniciantes, pois o
instrumento tem o formato (corpo) que se adequa melhor ao estudante. Sugiro que a guitarra
escolhida tenha o captador da ponte sendo um duplo (humbucker).

■ AMPLIFICADOR

O próximo passo é a escolha de um amplificador, que não precisa ser muito potente, porém
esse precisa ter os dois timbres básicos para qualquer estudante desse instrumento: Distorção
e Som limpo;

O som limpo pode ser chamado de “Clean”, termo muito usado por alunos ou instrumentistas
experientes. Os termos “Drive” e “Gain” também são muito usados para se referir ao som distorcido.
Os dois timbres característicos da guitarra são:
Clean e Drive. A maior parte dos amplificadores no mercado tem as duas opções, além do
reverb. Adquirir um com as duas opções, com certeza, é a melhor relação custo benefício,
para alunos iniciantes.

■ CABO

A próxima escolha é o cabo, que não precisa ser muito longo, nem muito curto.
Dois metros de cabo para estudos em casa é uma boa medida. Caso tenha interesse de
montar uma banda ou tocar em locais diferentes é melhor adquirir um cabo um pouco maior.

■ CORREIA E AFINADOR

Dois acessórios que também são importantes com o tempo são: Correia e Afinador. A correia
é usada para prender a guitarra quando tocamos em pé. Há inúmeros modelos.
É só escolher e regular a altura, que não deve fugir muito do meio do corpo em pé.

O afinador também é indicado para ajudar a memorizar os nomes das cordas soltas com as
cifras, e auxiliar na facilidade em afinar corretamente as cordas, mantendo assim a guitarra
mais regulada e afinada. Esse acessório também deve ser usado para o violão.

■ COMO ESTUDAR

Para tocar guitarra, além de estudar diversas bases e riffs , é importante também, aos poucos,
aprender como tocar levadas e solos usando as técnicas necessárias.

Estudar exemplos musicais é fundamental para nosso desenvolvimento, porém, para motivar
ainda mais o estudo, atualmente é muito viável também estudar de forma prática, tocando

bases e solos de músicas que gosta. Essas, porém, devem ser músicas que tenham dificuldades
no nível do estudante.

Dessa maneira, com a ajuda de um professor, o aluno conseguirá ter mais motivação para
desenvolver melhor sua maneira de tocar.

Espero que essas dicas te ajudem a se envolver mais com o violão e com a guitarra.

Um abraço,
Theo Machado
Pós-graduado em Educação Musical – FMCG
Conheça o primeiro livro sobre violão e guitarra no site: http://theomachado.com.br/

Leia no Facebook:

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151428040338841&set=pb.208076828840.-2207520000.1360343476&type=3&theater